top of page
  • Ieptbes

Evento traz grandes nomes do direito notarial e registral ao Espírito Santo

O V Simpósio de Direito Notarial e Registral trouxe grandes nomes ao estado

Debates sobre direito notarial e registral costumam ser muito distantes do público geral. Por isso, o estado recebeu no começo de agosto o V Simpósio de Direito Notarial e Registral do Espírito Santo, com grandes nomes de todo o Brasil.



Durante os dias 04 e 05 de agosto, o Centro de Convenções de Vitória foi palco de palestras sobre serviços extrajudiciais, abrangendo o protesto de títulos e documentos, registro civil, Lei Geral de Proteção de Dados, registro de imóveis, tabelionato de notas, registro de títulos e documentos e registro civil de pessoas jurídicas, dentre outros temas.


Uma fala muito elogiada foi a do desembargador Carlos Simões Fonseca, da Corregedoria Geral de Justiça do Espírito Santo, na abertura do simpósio. Com o tema “A importância dos serviços extrajudiciais para a sociedade contemporânea”, essa primeira palestra discorreu sobre o papel dos serviços extrajudiciais na resolução de problemas.


Rogério Lugon Valladão, presidente do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil/ES (IEPTB/ES), diz que o desembargador “muito abrilhantou o evento, discorrendo sobre a profícua relação entre a Corregedoria e os Notários e Registradores do estado do Espírito Santo”.


Para além dos temas, Rogério destaca também a organização do V Simpósio de Direito Notarial e Registral do Espírito Santo. “O nível dos palestrantes, a organização, a quantidade de participantes, a quantidade de expositores e a cobertura do evento, fez desse simpósio, um evento do mesmo nível dos maiores e melhores que já participei nesse nosso querido País, quiçá, o melhor”.


Sérgio Luiz José Bueno, que é titular do Cartório do 1º Tabelionato de Protesto de Títulos de São José do Rio Preto/SP, autor das obras Protesto de Sentença e Outras Decisões Judiciais, e Tabelionato de Protesto, esteve no simpósio falando sobre protesto de títulos e sentença judicial, e também ressaltou a importância da discussão sobre essa questão.


“É um tema de extrema importância para a sociedade, e o debate com meu interlocutor (Reinaldo Velloso dos Santos) foi interessantíssimo”.

22 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page